Durante os últimos meses, tornou-se comum ouvir relatos sobre estresse e ansiedade no dia a dia, devido ao impacto da pandemia de covid-19 e seus desdobramentos na rotina. O que justifica a busca crescente por técnicas que diminuam os desconfortos e aumentem o bem-estar. Mas, para além dos exercícios físicos, yoga e meditação, a alimentação também pode proporcionar bons resultados para o equilíbrio da saúde mental.

A nutricionista Débora Vargas acredita que é possível manter a mente saudável a partir da ingestão de alimentos naturais. “Alguns alimentos auxiliam na liberação de aminoácidos que promovem a produção de serotonina, um neurotransmissor que, além de regular o sono, o apetite e a temperatura corporal, coordena funções intelectuais fundamentais e estabiliza o humor. Banana, aveia, ovos, vegetais folhosos crus e leveduras são os alimentos que facilitam esse processo”, explica.

Claro que, para manter a mente sã, o corpo também precisa estar saudável e em dia com os nutrientes necessários para mantê-lo em boas condições. “O que não deve faltar no prato, são as fibras solúveis que são encontradas na aveia e nas leguminosas, porque elas absorvem água e contribuem para a eliminação de gorduras do organismo”, afirma Débora. 

Os resultados da alimentação balanceada são perceptíveis também através de fatores externos, como a saúde da pele e do cabelo. Débora garante que alguns alimentos podem estimular a vitalidade e reforçar a beleza exterior. “A ingestão de alimentos como nozes, grão-de-bico, lentilha, farinha de amêndoas e alface americana reflete positivamente na saúde da pele e dos cabelos. Beber água também garante resultados, além de ser de grande importância. Por exemplo, para a  pele ter luminosidade e boa hidratação depende também de vitamina C – que o limão contém e pode ser usado por cima da salada ou como suco feito na hora”, diz.

Fonte: revistamarieclaire.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *