A Ordem dos Psicólogos Portugueses, desde janeiro deste ano, é membro do Fórum Nacional de Psicologia, com mais 30 instituição de ensino superior com formação em Psicologia, no intuito de reunir esforços em prol de oferecer contribuições científicas relativas ao impacto do fenômeno do Covid-19 na saúde mental da população portuguesa, tanto por ocasião da manifestação da doença, quanto no pós-Covid-19.

Este movimento prima, especialmente, por fazer o diagnóstico precoce relativo às questões de saúde mental, incluindo monitorização e encaminhamento para respostas adequadas, de modo a atender qualquer segmento da sociedade.

Substancial investigação científica comprova que a crise socioeconômica provoca sérias ameaças à saúde mental da população. Há uma associação direta entre o aumento de problemas na saúde mental e suicídio com índice de pobreza, de desvantagens materiais; de fragmentação social e de desemprego.

O déficit no número de psicólogos no Serviço Nacional de Saúde parece inviabilizar as respostas adequadas às necessidades. Estima-se que seja necessário dobrar o número de profissionais de Psicologia para o enfrentamento da era Covid-19 e do pós-Covid-19, seja para poupar recursos, ou para poupar o sofrimento da população portuguesa. O curioso é o que está comprovado: as “intervenções psicológicas não custam nada” para o sistema de saúde, elas se pagam por meios dos benefícios que promovem para a população.

https://www.ordemdospsicologos.pt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *