A saúde mental envolve o bem-estar emocional e psicológico. Não é novidade que não estar bem emocionalmente afeta a vida diária e os relacionamentos. Mas a situação pode ir além e começar a atrapalhar a saúde de forma geral e trazer doenças como os problemas bucais. Surgem assim, cáries, bruxismo e até perda de dentes.

Para Danila Nunes, cirurgiã-dentista do Hospital Universitário da UFMA (Universidade Federal do Maranhão), a saúde mental pode influenciar o surgimento de doenças bucais e vice-versa. “Já atendi diversos pacientes com sintomas de estresse que apresentavam problemas como desgastes dentários. E há também alterações mentais que causam danos psicomotores, que dificultam a manutenção da saúde bucal”, explica.

Uma revisão de 25 estudos realizada com mais de 5.000 pacientes psiquiátricos mostrou que eles tinham 2,8 vezes mais risco de perder os dentes. Além disso, apresentavam mais cáries e obturações quando comparados com pessoas sem problemas mentais.

Isso ocorre por diversos fatores, principalmente por hábitos alimentares inadequados e falta de higiene bucal. Muitos buscam compensações ou desenvolvem compulsão por alimentos ricos em açúcares como chocolates, que geram uma sensação de satisfação temporária.

Mas, em excesso, e sem a higienização correta após o consumo, o comportamento aumenta os riscos de cáries, ou seja, uma deterioração da estrutura dentária por causa da presença de bactérias na boca.

Além disso, alguns transtornos mentais causam a diminuição do autocuidado. Dessa forma, a pessoa pode deixar de lado a higiene oral —não escovam os dentes ou usam o fio dental após as refeições. Em longo prazo, a situação costuma piorar e levar a perdas dentárias.

Fonte: uol.com.br/vivabem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *